Driving in Australia

Trip Start Jun 16, 2010
1
209
600
Trip End Dec 31, 2012


Loading Map
Map your own trip!
Map Options
Show trip route
Hide lines
shadow

Flag of Australia  , New South Wales,
Monday, January 10, 2011

Mais um pouco de civilização australiana? Sim, pode ser? (Podeeee!) Ok, hoje, meus meninos, falamos de "conduzir na Australia", que tema bonito, arejado e interessante. Vamos lá para não nos alongarmos muito:

-         O lado: é o errado. Apesar de apenas cerca de 30% dos países conduzirem do lado esquerdo, não tenho visto outra coisa que não isto, nos últimos meses de viagem. Começo até já a considerar que o lado errado é o que os cavalheiros (aí desse lado) adoptam todos os dias;

·         O sistema de pontos. Cada condutor tem, à partida 12 pontos. Os pontos significam o número de asneiras que pode fazer. Traços contínuos, excesso de velocidade, semáforos vermelhos, estacionamento indevido e toda a parafernália de parvoíce que é possível fazer na estrada e que, de vez em quando sabe tão bem (...andar mais 2km para fazer inversão de marcha na rotunda? Hummm...se calhar não vai dar). Os pontos vão sendo descontados da conta do cliente à medida que as asneiras vão sendo cometidas (e quando é apanhado, é claro). Quando chega aos 0 pontos, fica sem carta. A cada três anos, os pontos voltam a ser restaurados, 12. Acho que este sistema é bem mais transparente do que a aleatoriedade da autoridade portuguesa que muitas vezes é directamente proporcional à dimensão do decote e ao minimalismo da saia do condutor. Como não costumo assim tanto usar decotes e saias, prefiro os pontos à discricionariedade. É, às vezes, e principalmente para os homens, aleija;

·         Alcool e a condução. A partir da taxa de 0,5ml/l é considerado crime e quem for apanhado perde os 12 pontos. E para pessoas com menos de três anos de carta, a taxa máxima é 0ml/l. Portanto, só laranjadas para baixos. E a ordem e organização é tão...obsessiva, por vezes, que é interessante observar que a maior parte das bebidas alcoólicas têm um indicador de quantas bebidas standard são uma garrafa. Por exemplo, uma garrafa de cerveja, de cerca de 4,6% de álcool e 375ml representa 1,3 bebidas standard. Uma garrafa de whiskey da mesma dimensão deveria representar umas 13 ou 14 bebidas standard uma vez que o teor alcoólico é cerca de 10 vezes superior. E a regra para a condução é a seguinte: antes de conduzir, um condutor pode beber, no máximo 2 bebidas standard. A partir daí só pode beber uma bebida standard por hora, enquanto conduz. Assim, é possível ter uma noção de quando parar...que normalmente é logo ao inicio.

·         Operações Stop: são frequentes, de dia ou de noite. Aqui não há diferenças;

·         Adereços: Não vi um polícia com bigode e barriga. Parece que estes adereços não são considerados indispensáveis por aqui. É pena, porque conferem outra roupagem e dissuasão ao crime rodoviário. Para estão munidos de umas garrafinhas de água, presas à cintura, muita piada. Acho que a garrafinha de água funciona eficazmente como o bigode dos senhores;

E já agora, é possível explicarem-me como é que me esqueci de tirar a carta de condução internacional? Se calhar assumi demasiado que ia-me ficar pela Ásia e pela América latina, onde o “apalavrar” normalmente resolve todas as situações.

Hoje fomos de Bondi a Coogee, duas praias ligadas por uma estrada pedestre, separadas por 4,5km...ou serão 45km?...parece que alguém acrescentou uma virgula indevidamente...nunca mais lá chegávamos.
Slideshow Report as Spam
  • Your comment has been posted. Click here or reload this page to see it below.

  • You must enter a comment
  • You must enter your name
  • You must enter a valid name (" & < > \ / are not accepted).
  • Please enter your email address to receive notification
  • Please enter a valid email address

Use this image in your site

Copy and paste this html: